Professoras e professores mostram seu desejo de mudança e garantem vitória da CHAPA 2 na assembleia do SISMMAC



Na última terça-feira, dia 10 de maio, foi realizada assembleia para escolha dos membros da comissão que organizará todo o processo da eleição do SISMMAC.  Com o apoio da categoria, nós da CHAPA 2 Novos Rumos – A Alternativa de Luta, conseguimos obter uma vitória expressiva. Foram 119 votos para a nossa CHAPA 2 e 69 votos para a chapa 1.
Com essa diferença de 50 votos, conseguimos ter a maioria na assembleia e por isso elegemos dois representantes para a comissão eleitoral, enquanto a chapa 1 elegeu um representante.
As professoras Lucia Aparecida de Castilho, da escola municipal Elza Lerner, e Isis de Fátima Klechovicz, do CMEI Nice Braga, são nossas representantes eleitas na assembleia. A professora Silmara Ayres de Carvalho também fará parte da comissão eleitoral como representante indicada pela nossa CHAPA 2.

Agradecimento
Queremos agradecer a cada professora e professor que participou dessa assembleia. E aquelas e aqueles que por um motivo ou outro não puderam comparecer, mas que continuam firmes em seus locais de trabalho, no apoio à CHAPA 2.
A vitória de ontem é uma conquista de toda a categoria que, ciente da necessidade de realizar profundas alterações na forma como o nosso sindicato é conduzido, se mobilizou para estar presente e contribuir de forma ativa com a construção de um projeto de mudança para o SISMMAC.
Agradecemos todos aqueles que nos apoiaram nessa primeira etapa e convidamos todos a permanecerem junto à CHAPA 2 para que a opção pela mudança e pela construção de novos rumos para o SISMMAC seja vitoriosa novamente, nos dias 7 e 8 de junho deste ano.  
Agora, vencida essa importante primeira etapa, nos cabe continuar o processo de debate com todas as professoras e professores nas escolas para que essa seja uma campanha qualificada e pautada na discussão de propostas e projetos para o SISMMAC e não em ataques pessoais e baixarias.

Nossas principais posturas na assembleia:
 1. Defendemos que todas as professoras e professores que foram à assembleia tivessem direito de se credenciar e votar. Não permitindo que nenhum professor que chegou no horário, ficasse de fora da assembleia por causa das dificuldades de organização do próprio sindicato.
2. Mantivemos a serenidade, tranquilidade e firmeza nos encaminhamentos mesmo quando fomos agredidos verbalmente e provocados por membros da outra chapa e de seus apoiadores de fora da categoria
3. Defendemos que a Comissão Eleitoral legitimamente eleita defina de forma democrática a organização do processo eleitoral.
4. Defendemos que a comissão eleitoral estude maneiras de ampliar a participação das professoras e professores aposentados na eleição do SISMMAC, buscando maneiras de ampliar essa participação com garantia de lisura e transparência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário